• Mais

O que é Branding e 5 dicas para fazer gestão de marca



Imagine o seguinte: você tem um ótimo produto no mercado. Ele atende bem as expectativas do seu público e não há nada a ser mudado nele. Afinal, ele cumpre o que promete. No entanto, o concorrente X também possui o mesmo produto, com características quase idênticas. O concorrente Y também, e assim por diante.


Ora, todos são ótimos produtos. Mas, alguns têm mais destaque no mercado do que os demais. Como isso é possível? O segredo está na marca, ou melhor, em como é feita a gestão de marca.


A personalidade da marca


A percepção que as pessoas têm de sua marca está relacionada a diversos componentes, desde sua elaboração ao modo como ela se comporta. Sim, uma marca possui comportamentos. Por isso, é muito importante entender o que sua marca tem de diferente das demais.


A princípio, quando pensamos em marca, imaginamos um belo logotipo, suas cores e, muitas vezes, um slogan de impacto. Mas esta é apenas a superfície da marca. No final, ela é o conjunto de tudo isso e muito mais, inclusive, a percepção das pessoas sobre ela.


Logo, isso não é algo que se impõe sobre o seu público, mas que deve ser trabalhado constantemente, como um vínculo que se cria. Dessa forma, se sua marca demonstra personalidade e posicionamento de acordo com seu consumidor, isso irá fortalecê-la cada vez mais, gerando valor, presença e empatia.


Falar com a linguagem de seu público, ser referência ao atender – e entender - seus anseios, transmitir confiança na relação. Tudo isso molda a marca e faz parte de sua estratégia de branding.


5 passos para fazer a gestão da marca


· Identidade visual

Sua marca deve ser facilmente identificável por seu consumidor. Por isso, um conjunto de elementos gráficos, em harmonia, como logotipo, estilo de fonte, cores, entre outros, é de suma importância para mostrar a “cara da marca”.


· Personalidade

Aqui, o que vale é entender quais são as características da marca como pessoa. Sim, a marca precisa ter um comportamento de indivíduo. Ela pode ter atitudes mais descoladas ou pode ser mais formal e séria. Caso ela fosse alguém, quem ela seria?

A resposta precisa estar em sintonia com o público ao qual ela se propõe atender.


· Tom de voz

É a forma como sua marca se comunica com o público, e está intimamente ligada à personalidade. Um exemplo muito interessante sobre o tom de voz é se sua marca tem forte presença nos meios digitais. Dessa maneira, ela pode lançar mão de diversos elementos que estão presentes nessas plataformas, como emojis, gifs, memes etc.


· Canais

São os locais onde seu público está. De nada adianta fazer uma bela peça, com formidáveis elementos gráficos, se o seu público não estiver lá. Por isso, é fundamental entender os hábitos de seu consumidor, o que ele gosta de ler, de ouvir, quais sites acessa, que programas ou séries que assiste, assim por diante. Assim, você cria mais proximidade e identificação com seu cliente.


· Conteúdo

Enfim, o conteúdo. O que você tem a oferecer ao seu público que seja relevante e que o fará perceber sua marca como um diferencial? Entenda sua dor e ofereça meios para que ele sane esses problemas. Conteúdos educativos, como e-books e blog posts, por exemplo, são excelentes formas de transmitir informações relevantes ao consumidor.


Agora que você já sabe mais sobre branding e como gerir sua marca, continue nos acompanhando e fique atento a outros conteúdos do nosso blog.


Siga-nos em nossas mídias sociais:


Facebook: mais.ppg

Instagram: @mais.ppg

0 visualização
Funcionamento
Endereço

Seg - Sex: 8:00 - 18:00

Contato

Tel: (34) 3236-6800

mais@mais.ppg.br

© 2019 por Mais Resultados Inteligentes